Olhos ocos.

Caiu na minha cabeça um cesto de olhos. Todos frescos me olhavam. Me seguiam. Dos meus próprios eu não tinha, os havia perdido. Ficou só um oco, vazio.
Sente esse cheiro? Eu não gosto, vá homem, me arrume um bom perfume. Dos olhos que me seguiam um deles entrou nos meus, dos olhos que não tinha virou olhos meus.

Anúncios

Encarar até que eu decida encarar.

Uma vez desenhei um olho, e ele me olhou e eu o olhei. Nos olhamos por um segundo, depois o rasguei e o joguei fora. Odeio que me olhem. 

Tente ler além da confusão.

Quando começa    Image             sabe o que dizem. O teu o                                                                                                              olhar é teu condenador    a procurar fica
mais difícil. Me
escute, não saia na chuva.  É teu condenador
Busque onde ninguém nunca buscou. Já pensou que difícil, tirar inspiração no eclipse? Atravessar sol e lua apenas por palavras. Teu olho fica sozinho sem o companheiro. É assim, incompleto. Tem certeza? Vai seguir? Só não esteja lá quando eu chegar. Vamos baby? Vai ser legal. Deixe que eu comece a festa. Vamos terminar.