Deu vontade de expressar.

– Você é um tanto quanto sombrio meu amor.
– Meu bem, desde quando as sombras são um obstáculo para nós felinos?

Aprendi a olhar de olhos vendados, escutar as vozes ansiosas e descobri a verdade além do rosto inocente.
Se eu já me espatifei no chão?
Várias vezes, faz parte.
Mais cair nunca deitado.
No dia em que eu abri os olhos os fechei novamente. As imagens distorcidas mexeram com meu julgamento.
Nós felinos seguimos o barulho mesmo cegos.