Pairando em alto mar, cercada de imensidão.

Suspirei. As coisas estão difíceis, eu gostaria de ter o poder de compactar cada uma dessas minhas partes, onde estão desconjuntadas.

Sinto que estou acima da minha cabeça, pairando fora da realidade.

Voando num mar de nada, tudo pressiona.

Tudo flutua e tudo aperta.

Como morder caju antes de amadurecer.

Suspiro, e quando inspiro continua aqui.

Tudo aqui mesmo.

A claridade está sombreada em mim.

E em minha capacidade está uma coleira.

Eu mesma a seguro. Limito.

E só em um piscar, suspiro.

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.