O subconsciente é onipresente, ele diz em um ato falho o que sua mente não revela, só sente. 

Pedi uma faca a ele. 
Ele disse que eu não teria coragem. 

Mas aquelas mãos que me violaria eu mataria. 

Aqueles olhos que sorriam ao me deflorar eu esfaquearia. 

Ele disse que eu não teria coragem. 

Mas quando fecho os olhos eu me vejo esfaqueando e esfaqueando até meu braço cansar.

Quando penso nas mãos e no corpo sujo que viola, eu quero matar. 

Ele disse que eu não tenho coragem. 

Mas só de imaginar eu como caçador e o outro de caça eu quero matar. 

Eu queria atirar. 

Eu quero esfaquear. 

Uma. 

Duas. 

Matar-eu-ia. 

Ele disse que eu não tenho coragem. 

Mas eu não conto, eu não mostro. 

O monstro. 

A morte. 

O sangue. 

A faca. 

O sorriso. 

Meu sorriso. 

Matar eu vou.

Anúncios

2 pensamentos sobre “O subconsciente é onipresente, ele diz em um ato falho o que sua mente não revela, só sente. 

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s