As paredes estão cheias de rachaduras profundas. 

A mulher sentada ereta olhando para frente onde as crianças gritavam. 

Os olhos tão distantes, pareciam fora de órbita. 

O que era por fora calada, por dentro fervilhava. 

Tão parada, respirando suavemente. Tão quieta, inanimada. 

Mas por dentro, por dentro era trevas. Fogo por toda parte. 

Se eu pudesse falar, diria pro homem ao seu lado. 

“Corre, corre porque tua morte tem hora marcada.”

Anúncios

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s