Dormi com o ar ligado, acordei com um homem de gelo.

16 graus no quarto. Meu corpo está frio, treme. Assim, quem sabe, posso congelar o meu coração. Ser tão quente dói, esquenta, queima, incendeia… Minhas queimaduras de terceiro grau não saram. Estou cheia de cicatrizes, as mais profundas, borbulhentas, feias. Está frio aqui, tremi a noite toda. Acordei de manhã com um boneco de neve do meu lado, o beijei. Não é engraçado como o frio também queima? Talvez eu tenha vindo do inferno, estou destinada a queimar. Dante estava certo, o inferno é gelado. Mas quem vai negar que é também puro fogo? O boneco? Congelado. Borrado de beijos vermelhos.

Ester Sousa.

Anúncios

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s