Segredos que nossa alma esconde de nós quando não podemos ver.

“Teus lábios vermelhos nesse cigarro ruim.
Teu jeito jogado, com calça rasgada.
Não sei onde eu errei.
Jogue o cigarro em mim.
Me queime com teu olhar.
Eu deixo você bagunça minha roupa, tirar mi há gravata… ”

– Você está apaixonado por uma adolescente?
– Não? Onde viu isso?
– Ora, por favor, pare de rir. Eu li esses seus versinhos bobos.
– Não, são só lembranças.
– Quais?
– Umas que nunca tive.
– Não gosta de mim?
– Te amo.
– Ama?
– Até seu ranger de dentes.

“…  Eu era bobo.
Eu era novo.
Mas nunca, nunca, nunca…
Nunca te esqueci. ”

Ester Sousa.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Segredos que nossa alma esconde de nós quando não podemos ver.

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s