Minha loucura tem voz e nome.

– Olha, eu não quero te magoar, mas também não quero me magoar sabe? Então eu estou tentando te dizer que…
– Você vai terminar comigo.
– Não, é… É sim, eu vou. Não gosto de você, assim, gosto, só que não como homem. Você é imaturo, não trabalha, não faz nada de muito produtivo. Minha vida é planejada e…
– Entendo, tudo bem. Pode ir agora.
– Claro, nós podemos ser amigos, desde que você não me peça dinheiro. Eu posso te apresentar uns conhecidos pra te arranjar um emprego. Vai ser interessante.
– Não quero, sério, não precisa se preocupar comigo.
– Vamos fazer o seguinte então.
– Vamos, vai embora.
– Não, é que…
– Caralho, vai embora porra. Você me deu um pé e eu tô te dando outro, vai embora!

Olha, agora é sério, pare com os diálogos na cabeça. Diga tudo de verdade. Diz, diz.
– Vamos sair?
– Vamos.
– Onde?
– Sua cama.

Depois não reclame sua idiota, o sexo vale o esforço.

Ester Sousa.

Anúncios

Um pensamento sobre “Minha loucura tem voz e nome.

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s