A sede da vida que nos trás antes da morte.

– Antooooooonio, vai lá ó, tão batendo lá no portão ó.
– Qual é mãe, tô estudando. 
– Estudando o que moleque, vai abrir o portão. Você só fica no vídeo game, preguiçoso. Na hora de me ajudar resolve estudar.  –  A mulher continuou varrendo o chão.  No sofá estava sentado um homem carrancudo, olhava para a TV Ligar, mas não assistia nada. 
– É um mendigo pedindo um copo de água.  –  O rapaz alto e magro veio correndo. 
– Dê a água ao homem criatura! – A mulher já ia arrumando um pedaço de pão e qualquer outra coisa. 
– Não vai dar nada para vagabundo nenhum não. 
– Que isso Roberto, é um mendigo. 
– Um mendigo o que? –  O homem falou algo e ríspido, sem tirar os olhos da TV. –  É um vagabundo! Não vai dar água nenhuma pra vagabundo! –  Nesse momento ele olhou rapidamente para a mulher e o rapaz e cuspiu no chão onde ela havia limpado. 
O rapaz envergonhado pela atitude do pai foi até o portão pedir desculpas ao velho mendigo.  A mulher se sentindo humilhada limpou novamente o chão. 

Anos depois o rapaz havia crescido e se formado, já havia construído sua própria família e vivia em paz consigo mesmo. 
– Antônio? Meu filho? É seu pai, acho que ele está morrendo.  –  A velha mulher tinha a voz trêmula. 

– Marta me dê água. –  o homem rolava no chão tudo molhado, envolta de si estava uma enorme poça de urina. 
– Eu já dei quase um balde Roberto. 
– Mais Marta, me dê mais! –  Ela deu uma garrafa, ele virou de uma só vez. 
A maldição dele havia sido de morrer de sede e urinando. Morreria tal como viveu, seco. 
O que ele bebia de água ele urinava. Sua sede nunca tinha fim.  De tanto urinar o que havia bebido ele secou ao ponto de sobrar a pele e os ossos. 
– Me dê água Marta – Foi o que ele disse para a mulher que conservava um pano na cabeça. 
– Aqui em casa não se dá água pra vagabundo – Disse ela o olhando. Mas o homem já havia morrido em sua sede e em sua urina.
Morreu seco dentro de sua maldade.
Bem que minha avó dizia, negar água e comida aos outros é pecado.

Anúncios

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s