Por mais que escondemos nossos seres eles continuam os mesmos.

– Venha cá Elena – o homem passou as mãos grandes ao redor da cintura fina e nua da mulher que estava com ele.
– Pare de fumar mi amore, sabes que tenho comigo profundo amor por ti, mas basta de cigarro. Basta. – O sotaque dela era tão carregado quanto os seios que balançavam perto dos lábios do homem. Ele soltou a fumaça e jogou o cigarro fora.
– Amo os dois. – Ele se levantou e tirou a roupa. Se viu apenas um corpo cobrindo o outro e a chama de um cigarro aceso no cinzeiro abarrotado de cinzas.

Anúncios

Um pensamento sobre “Por mais que escondemos nossos seres eles continuam os mesmos.

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s