A culpa da discussão de sim e não existir é de um único homem que diz não acreditar. Os olhos não enganam.

-O que é você?
– Eu sou uma sereia.
– Sereia? Não existem sereias.
– Então você está vendo o que? Uma mulher meio humana, meio peixe. Eu sou o que, me diga?
– Uma mulher, meio humana e meio peixe.
– Uma sereia.
– Não é. Eu não acredito em sereias.
– Você não acreditar não fará que não existam, apenas um ignorante que quer parecer um revolucionário inteligente.
– Agora, você, a aberração está querendo ser uma moralista.
– Sabe, estou cansada de lidar com gentes como você.
– Está fugindo!
– Estou? Você que está fugindo. Adeus humano, o único existente que viu uma sereia e diz não acreditar.
– Sereias não existem. – Ela se fora, mergulhando na água e deixando para trás uma sombra de calda esverdeada, com escamas e escorregadia.
– Sereias não existem!

Anúncios

Um pensamento sobre “A culpa da discussão de sim e não existir é de um único homem que diz não acreditar. Os olhos não enganam.

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s