Cuidado com a caixa ambulante de metal. O mundo acaba hoje.

Nas ruas movimentadas em pleno século 21 passavam três jovens cavaleiros.
Usando roupas típicas do século 17 mostravam certa preocupação em seus rostos.
– Mais que diabos homem! Essa cidade está cheia de meretrizes. Até as velhas. Por Deus. – dizia o menor deles.
– Os tempos são outros Jhon.
– Não me venhas com esse disparates. Sabes que precisamos de uma virgem até ás dez horas.
– E como achar? Olha só essas pernas de fora. Deus! – O homem que disse isso logo se tornou vermelho e desviou o olhar de uma moça vestindo uma saia até os joelhos. Ela olhou intrigada para os jovens, mas logo saiu do caminho e continuou sua jornada, qualquer que fosse ela.
– Precisamos agir imediatamente. – Dito isso, o que se chamava Jhon olhou uma moça, vestia uma saia até os pés, uma blusa florida e miçangas nos braços e pescoços.
– Eu pergunto Charles.
– Não, nem tu, nem Jhon. Eu pergunto.
– Calem-se os dois, eu pergunto, a mim foi dada a missão – e o jovem respirou fundo e foi até ela.
Ela o olhou com os olhos inteligentes e limpos. Olhava para os três achando graça, estava um calor sufocante.
O homem pigarrejou, olhou para a moça e começou dizendo embaraçado.
– Senhorita, deixe-me que nos apresente. Somos nós Peter, Jhon e Charles.
– Dana, posso os ajudar? Estão perdidos?
– Sim! – Disse o que era Charles, Jhon o olhou fulminante.
– Não, nós precisamos de uma informação um tanto quanto embaraçosa e constrangedora.
– Certo – disse a moça desconfiada mais ainda.
– Queríamos saber se a senhorita é casada. – Ela riu alto
– Não não! Cruzes, eu morei com um ex namorado, ele fugiu com minhas miçangas e flores, aquele salafrario. – Os homens que por um momento pareceram aliviados logo se preocuparam novamente. O dia estava se findando.
– Mas a senhorita… Hum… Dormiu com ele? – A mulher começou a ficar aborrecida.
– Que papo é esse? Vocês estão chapados? É pegadinha? A princípio achei que queriam comprar maconha, mas eu iria ficar muito nervosa se perguntassem! E agora querem saber isso? – Os senhores ficaram mais constrangidos e confusos que já estavam.
– Nos perdoe senhorita, por favor, estamos procurando uma senhorita virgem. Nós confundimos. Obrigada.
Então mais nervosa ainda a mulher começou a gritar no meio da rua sobre liberdade sexual da mulher e como eles estavam sendo machistas e antiquados. Que o linguajar deles era fresco, as roupas feias. Sabia muito bem que eram atores. – Seus atoas – disse ela, por fim. Saiu andando e os deixou lá, sem palavras.
Os três foram andando até uma lanchonete, se sentaram e ficaram olhando aquele mundo estranho.
– Não haverá sacrifício.
– O mundo vai acabar.
– Já acabou. – Continuaram olhando as pessoas que passavam. Era o itinerário até o fim do fim.

Anúncios

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s