Poesia encalhada de paixão.

image

Em cima da minha escrivaninha.
Jogado de lado.
Desencaixado.
Jogado, fora do meu corpo.
Vermelho fogo.
Nua como a tarde de um céu limpo.
O reflexo.
Vontade que não me deixa quieta.
Aqui, com você bem perto.
Feito para ser escrito.
Feito para esconder.
Um em cima do outro.
Criando poesia.
Fora do meu corpo.
Escreve teu nome no meu seio.
Jogados, eu e você fora da cama.
Vendo de longe.
Poesia em jogo.
Gingado entre dois corpos.
O meu, o teu.
E daqueles dois.
Nos assiste de longe.
Um livro de paixão, entalhado no meu velho colchão.

Anúncios

Um pensamento sobre “Poesia encalhada de paixão.

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s