Uma vez na infância.

Lembro-me uma vez, era eu criança na idade de dez anos, ou nove? Não me lembro bem ao certo, lembro-me que minha professora, uma mulher conservadora, religiosa, tradicional escreveu no quadro “A mulher deve ser submissa ao homem”. Lembro-me bem, na época eu perguntei o significado de “submissa”, eu pensei quando obtive a resposta, “Não sou submissa, nem minha mãe”. Ela que me fez gostar tanto da natureza quanto gosto. Plantou um pau-brasil, revezavam para quem o regaria no dia. Uma vez o reguei, passei esses dias por lá e vi o quanto cresceu, não estaria lá se ela não houvesse plantado e ensinado aos alunos sobre ele, a história, a tragédia, me marcou e ajudou a fazer ser quem sou, ao menos uma parte, deixou uma marca. Enfim, ela não era uma mulher muito submissa.

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.